Compra: a documentação é fundamental

Exija sempre a nota fiscal e guarde-a com muito carinho!

Nota ou cupom fiscal é um documento fundamental para comprovar aquisição de produtos e serviços. Você pode vir a se lamentar de não ter exigido ou guardado esses documentos, sobretudo quando surgirem problemas com as mercadorias ou os serviços adquiridos. Organize-se, guardando numa pasta todos os seus comprovantes de compra.
 
Quando se tratar de entrega em domicílio, o consumidor deve receber a mercadoria acompanhada da respectiva nota fiscal. Recibos e canhotos de entrega também não deverão ser jogados fora, já que é a partir da data ali indicada que correrá o seu prazo para reclamar dos problemas (vícios) aparentes ou de fácil constatação. Além disso, no caso de aquisição de produtos fora do estabelecimento comercial (por telefone ou internet, por exemplo), o seu prazo de arrependimento começará a fluir da data de entrega.

Conserve o termo de garantia contratual.

O certificado de garantia, devidamente preenchido, é um documento que deve ser preservado juntamente com a nota fiscal, para que se possam solucionar com facilidade eventuais problemas das mercadorias e serviços durante o prazo que o fornecedor lhe concedeu contratualmente.

Redobre sua atenção quando a nota fiscal for expedida no ato de sua compra.

Enquanto o cupom é emitido por uma máquina denominada emissor de cupom fiscal, a nota fiscal é preenchida manualmente pelo vendedor. Nela, terão de constar: dados da empresa; número da autorização da impressão de documento fiscal; a descrição do produto (modelo, componentes etc.) ou do serviço; valor; forma de pagamento; e, se for o caso, as condições da prestação do serviço. Se o pagamento for realizado mediante cheques pré-datados, faça constar da nota fiscal o número dos cheques e as datas de vencimento.

Guarde sua documentação de compra por um bom tempo.

A nota ou o cupom fiscal, bem como os respectivos termos de garantia, deverão ser guardados durante toda vida útil do produto ou, pelo menos, durante o prazo de garantia, para que você possa exercitar o seu direito, sobretudo na hipótese de vício oculto.

Exercite sua cidadania.

Através da nota fiscal ocorre o recolhimento do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), configurando sonegação fiscal a recusa em fornecê-la. Quando isso acontecer, o consumidor deve comunicar o fato aos órgãos de defesa do consumidor, bem como à Secretaria Estadual de Fazenda para a aplicação das sanções cabíveis.

Horário de Atendimento: Segunda-feira à Sexta-feira de 10:00hs às 16:00hs